Salão esgotado no jantar de Natal anual dos Delegados e Representantes de Saúde e Segurança da Local 183

O ano de 2017 está a chegar ao fim e a LiUNA Local 183 começa já a olear toda a sua máquina sindical para as venturas dos próximos anos, sabendo de antemão que há muito trabalho pela frente, muito por força do compromisso dos governos Liberais para modernizar a infraestrutura do país.
Uma equação que inclui ainda a plataforma municipal, com Toronto a liderar um portefólio de projetos de construção de grande dimensão que requerem urgente execução para recuperar o tempo perdido.
Tudo boas notícias para o executivo da LiUNA Local 183, liderado pelo Business Manager, Jack Oliveira.
Durante o jantar de Natal dedicado aos Delegados e Representantes de Saúde e Segurança, realizado no dia 2 de dezembro, Oliveira elogiou o ótimo trabalho que os cerca de 950 representantes, divididos em duas categorias, fazem para benefício dos trabalhadores do sindicato.
Ao longo do ano, os Delegados e Representantes de Saúde e Segurança procuram assegurar bons contratos de trabalho, melhores pacotes de benefícios e reforçar a segurança no local de trabalho, permitindo que todos os trabalhadores que saem de manhã de casa, voltam à noite para as suas famílias sãos e salvos.
Por isso, Oliveira diz: “Esta é uma maneira de retribuir e dizer Obrigado”. O líder luso-canadiano não esqueceu também o papel dos reformados na construção dos alicerces do sindicato e as lutas que eles travaram ao longo dos anos.
Antes, Oliveira pediu um minuto de silêncio por todos os trabalhadores que perderam a vida no local de trabalho. E apelou à presença dos membros no próximo seminário da Local 183, importante para os membros ficarem a par das novas leis e regras em vigor e estarem mais bem preparados para os anos de trabalho que vêm pela frente.
O vice-presidente e diretor regional para o Centro e Leste do Canadá, Joseph Mancinelli, era um homem orgulhoso por ver a sala cheia com 1200 pessoas. “É o final do ano e as pessoas estão a desfrutar do momento e a preparar 2018 com muita esperança e a antecipar que o próximo ano será tão bom, se não melhor do que 2017.”
O líder regional observou que os bons números de 2017 resultam do trabalho extraordinário destes representantes, “os olhos e ouvidos da LiUNA no terreno”. E perspetiva um grande volume de trabalho na indústria da construção nos anos que se seguem. Mancinelli reconhece, todavia, que isso vai trazer pressão à indústria, porque é preciso mais gente nova a entrar para compensar a aposentação de muitos dos membros ativos.
Entre a lista de nomes da classe política representada, claramente Liberal, incluem-se o ministro federal da Imigração, Refugiados e Cidadania, Ahmed Hussen, o ministro do Trabalho do Ontário, Kevin Flynn, e o ministro das Finanças do Ontário, Charles Sousa.
Foi ainda exibido um videoclip com testemunhos de responsáveis sindicais na LiUNA, relativo à Comenda da Ordem do Mérito Empresarial que foi atribuída a Jack Oliveira no passado dia 2 de novembro pelo Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, numa cerimónia no Palácio de Belém, em Lisboa.
Fundado em 1952 pelo primeiro membro, Gerry Gallagher, o mandato do sindicato Local 183 passava por garantir a segurança dos trabalhadores que trabalhavam para a Provincial Hydro Commission.
Com pouco mais de 400 membros no seu primeiro ano, a LIUNA Local 183 cresceu ao longo dos anos, representando presentemente mais de 54 mil trabalhadores da construção civil na área metropolitana de Toronto.


via Milenio Stadium