A equipa olímpica russa foi banida dos Jogos Olímpicos de Inverno 2018, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Esta é a maior penalização possível pelo Comité Olímpico Internacional.

O Comité Olímpico Internacional baniu a equipa olímpica da Rússia dos Jogos Olímpicos de Inverno 2018 devido aos casos de doping. Apesar de a bandeira não ser exibida na cerimónia e o hino não ser tocado, atletas russos que recebam uma dispensa especial poderão participar nos Jogos, mas apenas utilizando um equipamento neutro e os livros de registos não vão incluir as medalhas obtidas se esse for o caso, diz o The New York Times.

Esta penalização surgiu na sequência de uma investigação sobre um esquema de doping organizado na Rússia, com base em documentos escritos por Grigory Rodchenkov, antigo diretor do laboratório antidopagem de Moscovo. Rodchenkov foi responsável pelas primeiras revelações sobre a teia de manipulação de resultados mediante ingestão de substâncias apoiada pelo estado russo.

No início do escândalo, Rodchenkov demitiu-se do laboratório e refugiou-se nos Estados Unidos, a partir de onde fez várias acusações sobre um sistema organizado de dopagem durante os Jogos Olímpicos de Inverno Sochi2014, apoiado por Moscovo e pelos serviços secretos russos.

A Rússia emitiu um mandado de prisão internacional contra Rodchenkov, cujos documentos são parte importante da investigação sobre doping na Rússia, levada a cabo pelo Comité Olímpico Internacional (COI).

Na sequência do escândalo de doping, os atletas russos foram impedidos de participar em competições internacionais, incluindo os Jogos Olímpicos Rio2016.


via Milenio Stadium